Atendimento Psicoterapêutico às Crianças e Adolescentes Vítimas de Violência Sexual




A violência sexual contra crianças e adolescentes é um fenômeno complexo e de difícil enfrentamento, inserido em contexto histórico-social de violência endêmica e com profundas raízes culturais.

Foi apenas na década de 90, com a aprovação do Estatuto da Criança e do Adolescente, que esses passaram no Brasil a ser juridicamente considerados sujeitos de direitos, e não menores incapazes, objetos de tutela, de obediência e de submissão.

Essa ruptura de antigos padrões societários representa um importante avanço civilizatório – o dos direitos humanos.

As violências sexuais contra crianças e adolescentes acontecem em todo o mundo e tem mobilizado diversos seguimentos sociais, no sentido de pensar formas de enfrentamento desta cruel forma de violação dos direitos humanos.

Podemos entender esta forma de violência como englobando tanto situações de abuso sexual intrafamiliar que se caracterizam como não possuindo um caráter comercial como as situações de exploração sexual, nas quais a dimensão mercantil está nitidamente presente.

A violência sexual contra crianças e adolescentes trazem consequências físicas, psicológicas e sociais. Importante se faz o envolvimento de toda a sociedade em busca alternativa para combater este mal que tanto sofrimento causa às vítimas.

O projeto destaca a importância de oportunizar experiência psicoterápica para crianças e adolescentes vítimas, dando-lhes a oportunidade de elaborar e superar a situação vivida, bem como prevenir a reincidência. 

É fundamental trabalhar as marcas que ficam na vida da criança e adolescente, possibilitando resignificar esta experiência dolorosa e desamparadora que é a situação de violência sexual. Os pais e ou responsáveis receberão orientações por meio de grupos.

Tendo por objetivo propiciar atendimento psicoterapêutico às vítimas de violência sexual visando à redução dos danos psicológicos e a prevenção da reincidência, serão desenvolvidas diferentes metodologias:

Sessão de psicoterapia individual

As crianças e adolescentes vítimas de violência Sexual, que foram notificados nos órgãos de Garantia de Direitos serão prestados atendimento psicológico.

 
  • Visita domiciliar;
  • Para intervir junto aos sujeitos e conhecer a dinâmica familiar;
  • Psicoterapia grupal;
  • Contribuir para que o silêncio seja rompido;
  • Grupos com pais e ou responsáveis;
  • Contribuindo para romper com os padrões violadores de direitos no núcleo familiar.
 


Voltar

Rua Floriano Peixoto, 1063 - Centro Piracicaba/SP | CEP: 13419-140
2012 - Todos os direitos reservados. Centro Regional de Registros e Atenção aos Maus Tratos na Infância/Piracicaba.